Música andina em raro recital solo de charango na CAIXA CULTURAL

0 115

O charango não é propriamente um instrumento desconhecido do público brasileiro. Lembra um cavaquinho, mas possui características próprias, como o fato de ser tradicionalmente construído com casca de tatu. E está presente na maioria dos grupos latino-americanos. Recitais solo de charango no Brasil, contudo, são muito raros. Por isso o concerto do peruano Federico Tarazona dentro da Série Solo Música, no dia 1º de novembro, na Caixa Cultural Brasília, será muito especial. A ideia é aproximar o público da música latino-americana e, ao mesmo tempo, será uma porta de entrada no universo do charango com um dos seus principais mestres.

Federico Tarazona é um músico visionário e revolucionou o instrumento com a criação do ‘hatun charango’, desenhado por ele e construído por Fernando Luna, e que possui duas cordas a mais que o tradicional, sendo seis simples e uma dupla. Isso fez a sua música se aproximar do violão e atingir a um patamar musical elevado”, diz Alvaro Collaço, produtor e curador da Série Solo Música. Ele conheceu o trabalho de Tarazona ao comprar um CD do músico. “Sua vinda tornou-se uma ideia com a audição do CD ‘Ayacucharango’, no qual traz para o charango a música de Raul Garcia Zárate. Um disco belíssimo e que é base dos seus recitais”, diz.

Tarazona, além de exímio instrumentista, é luthier de violões e charango, um nome de referência no instrumento e na cultura andina. O recital faz parte também de uma filosofia da Série Solo Música de sempre abrir espaço para artistas latino-americanos, que raramente têm a possibilidade de tocarem no Brasil, apesar de estarem no mesmo continente.

SERVIÇO:
Federico Tarazona na Série Solo Música
1º de novembro, às 20h,
Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) podem ser adquiridos a partir do sábado anterior à data do evento, na bilheteria do Teatro
CAIXA Cultural Brasília.
Informações: 3206-6456 (bilheteria).
Classificação indicativa: 12 anos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.