Desenvolvimento sustentável e cooperação na pauta da visita de diplomatas europeus ao Pará

0

O Pará é o destino da missão anual dos Chefes de Missão Adjuntos da União Europeia no Brasil, de 12 a 15 Setembro,  com o intuito de conhecer o estado e aprofundar oportunidades de cooperação. O estado amazônico se destaca pela sua posição geográfica, a sua riqueza natural e biodiversidade, pelo potencial de crescimento e desenvolvimento e pelos laços culturais e históricos em relação à Europa.

A agenda da visita inclui contatos com autoridades governamentais e representantes do setor acadêmico e da sociedade civil. O acompanhamento da implementação de projetos de cooperação bilateral entre a União Europeia e o Brasil, em execução no estado do Pará, assim como a temática dos Direitos Humanos estarão em destaque nos 3 dias da missão.

Esta missão liderada pela União Europeia conta com a participação da Chefe-Adjunta da Delegação da União Europeia, Ministra Claudia Gintersdorfer, acompanhada de representantes das Embaixadas de 14 países membros da UE, incluindo o Embaixador do Luxemburgo e representantes das Embaixadas da Alemanha, Bélgica, Croácia, Dinamarca, Eslovênia, Espanha, França, Finlandia, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, República Tcheca e Suécia a nível de Chefes de Missão Adjuntos.

Segundo a Chefe-Adjunta da Delegação da União Europeia “Já temos vários projetos de cooperação e pesquisa científica em curso no Estado do Pará em relação à sustentabilidade socioambiental e à preservação da biodiversidade. As florestas da Amazônia, pela sua importância regional e global também em matéria de clima, têm recebido neste contexto uma atenção particular”.

No programa da visita, constam reuniões com o Governador do Estado, Simão Jatene, e o Prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho assim como com o Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), José Conrado. No dia 13 de setembro, os diplomatas europeus também farão uma palestra na Universidade Federal do Pará para estudantes de ciências políticas. À tarde, visitarão o Museu Paraense Emílio Goeldi, instituição de pesquisa focada no estudo científico dos sistemas naturais e socioculturais da Amazônia que recebeu financiamento da União Europeia no passado através de um programa piloto para a Conservação das Florestas Tropicais.

Já em Santarém, para a segunda etapa da visita ao Estado, participará também o Embaixador da União Europeia no Brasil, João Gomes Cravinho. Haverá um encontro com o Prefeito de Santarém, Nélio Aguiar. No dia 14 de setembro, o grupo de diplomatas, acompanhados pelo Secretário Nacional de Cidadania e representantes do Ministério de Direitos Humanos, encontrar-se-á com defensores de direitos humanos e órgãos do Estado.

Durante a tarde do mesmo dia, a Delegação da União Europeia no Brasil e o governo brasileiro, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), assinarão ato de entrega de equipamentos em prol da regularização fundiária na Amazônia (ver comunicado separado). A agenda oficial dos diplomatas terminará no sábado com a visita ao barco hospital Abaré, apoiado pela EU, através do Projeto Saúde e Alegria, e uma visita à Reserva Extrativista Tapajós – Arapiuns, incluindo o Centro Experimental Floresta Ativa, polo de formação e tecnologias socioambientais.

A  relação comercial entre a União Europeia e o Pará se caracteriza pela complementaridade das suas economias. As importações da União Europeia provenientes do Pará são sobretudo de produtos primários, concretamente bens agrícolas e minerais. As exportações da União Europeia para o Pará são essencialmente de produtos manufaturados, como máquinas, equipamentos de transporte e produtos químicos. Em 2017 a União Europeia foi o segundo lugar de destino das exportações do Pará US$2,920 milhões, e o segundo lugar de origem das importações a Pará (US$165 milhões).

A nível de investimento, a União Europeia é um grande parceiro do Pará, investindo em 9 anos EUR 565 milhões. “ Em geral, o investimento da União Europeia está fortemente ligado a setores de alto valor agregado, como os setores de manufatura, TIC e infraestrutura de internet, e serviços de negócios. Esses setores são considerados como investimento de qualidade, porquanto tem um impacto positivo na inovação de capital e construem capacidade laboral. Neste campo, é importante salientar que o Pará oferece interessantes oportunidades de desenvolvimento de projetos em setores como a bioindústria e as biomassas para fins energéticos, nos quais os países membros da União Europeia têm um grande expertise” sublinha Claudia Gintersdorfer.

A visita ao Pará faz parte de uma política de intensificação do relacionamento da União Europeia com o Brasil, em uma parceria estratégica com mais de 10 anos,  baseada num compromisso compartilhado sobre temas como o desenvolvimento sustentável e na luta contra as mudanças climáticas. O Brasil e a UE são parceiros importantes a nível internacional na implementação da Agenda 2030 sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável e do histórico Acordo de Paris sobre o clima.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.