​Intercâmbio é um bom caminho para amantes das artes

0 54

Uma forma de conhecer um lugar antes mesmo de viver nele é visitando museus. Eles são a porta de entrada para aprender parte da cultura de qualquer país, e fazer intercâmbio pode ser uma ótima oportunidade para quem gosta de apreciar esses espaços de arte.

Um exemplo disso é a estudante Kamila Rocha, que atualmente se encontra em Dublin, na Irlanda, por meio de intercâmbio pela World Study, e teve a oportunidade de conhecer o Museu do Prado, em Madri, na Espanha. “Lá a entrada é gratuita depois das 18h. Cheguei 18h30 e tinha uma fila quilométrica, pensei em desistir, mas em uns 15 minutos eu já estava dentro e pude visitar todo o acervo. Vi quadros do Caravaggio que ao vivo é tão incrível que é difícil acreditar que aquilo foi pintado há tantos anos”.

Para ela, fazer intercâmbio tornou a experiência de conhecer museus em outros países mais fácil. “Já estando na Europa, fica muito mais barato viajar para outros países. E estou aproveitando muito bem essa oportunidade”, comemora.

De acordo com Paulo Silva, diretor da World Study Brasília, é importante explorar diversos programas durante a estadia no país. “O aprendizado na experiência de intercâmbio não se limita apenas a aulas ou a trabalho. Visitar exposições em museus é uma forma de complementar o conhecimento e se aproximar melhor da cultura do país”. 

Para Kamila, a experiência de ver pessoalmente obras que só conhecia pelos livros foi inexplicável. “Apesar de no Brasil os museus oferecerem coisas bem interessantes, não possuem o mesmo legado. Vi coisas que passei toda minha vida tendo contato através dos livros. Ver na minha frente, no tamanho real, e com todos os detalhes, é uma sensação incrível”, afirma.

O TripAdvisor listou os melhores museus do mundo, por meio do prêmio Traveller’s Choice Award 2018. 

São eles: 

  1. Musée d’Orsay situado em Paris, na França. O museu fica localizado dentro de uma estação de trem que foi inaugurada em 1900. Dedicado as artes plásticas do século XIX, cobre os períodos artísticos que transcorreram entre as criações expostas no Museu do Louvre e do Centro Pompidou. A entrada do local custa 14 €.
  2. 9/11 Memorial, em Nova York, nos Estados Unidos. É um dos museus mais recentes dos EUA, dedicado a quase três mil vítimas do maior ataque terrorista que aconteceu no país. A entrada para o museu é gratuita. 
  3. Museu Metropolitano de Arte, em Nova York. Ainda na mesma cidade, que o segundo melhor museu do mundo, é considerado um dos maiores e melhores museus de arte do planeta. É possível apreciar pinturas de Holbein, El Greco, Velasquez, Rembrandt, Rafael, Giotto, Gauguin, Vermeer, Bruegel (o Velho), Van Gogh, Hals e Constable. A entrada é gratuita para moradores locais e US $ 25 para adultos; US $ 17 para idosos; US $ 12 para estudantes.
  4. Museu Britânico, em Londres, Reino Unido. Fundado em 1753, o museu abriga 8 milhões de peças históricas de toda a humanidade. Foi o primeiro grande museu público, gratuito, secular e nacional em todo o mundo. Pioneiro nos métodos museológicos, trazendo relíquias da História Universal. A entrada permanece gratuita.
  5. Museu do Prado, em Madri, na Espanha. É o maior e mais importante museu da Espanha. Foi construído no final do século XVIII, foi inaugurado 34 anos depois, por causa da invasão de Napoleão à Espanha, em 1808. O museu ainda passou por momentos históricos como a Guerra Civil e Espanhola e a Segunda Guerra Mundial. A entrada custa 14 €. 

A World Study possui programas que possibilitam essa experiência e complementam o currículo. Na França, Nova York e Londres existem diversos programas, como curso de idiomas, high school, graduação e Pós, colônia de férias, curso de verão universitário e Au pair.

Sobre a World Study – Em 1998, um grupo de entusiastas do intercâmbio cultural e ex-intercambistas, com mais de dez anos de experiência acumulada nesse segmento de mercado, resolveu unir forças para propiciar crescimento cultural, acadêmico e social às pessoas que compartilhavam este entusiasmo. Nasceu, então, a World Study Educação Intercultural que, por meio do intercâmbio, entendido como uma ferramenta educacional, oferece as mais diversificadas opções de experiência internacional (intercâmbio) e um atendimento diferenciado, baseado no aconselhamento individualizado e na adequação do programa ao perfil de cada aluno. Atualmente, a empresa possui unidades em todas as regiões do Brasil e bases no exterior.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.